Minha saga com cabelo roxo.

Leia mais

Decor: Parede de Tijolinhos + Inspirações.

Leia mais

Mantendo o leitor mais tempo no blog!

Leia mais

13 outubro 2016

Como lidar com SOP (Síndrome do Ovário Policístico).

Resultado de imagem para ovario policistico

Olá pessoas, hoje irei falar sobre um problema que tenho, e que esses dias me fizeram afastar do blog. Que é a síndrome do ovário policístico. Mais o que é isso? Nada mais é que um disturbo hormonal que causa a dilatação dos ovários, com pequenos cistos na parte externa do ovário. Eu sofro dessa síndrome desde os meus quinze anos, quando descobri fiquei assustada, pois o principal fator seria que não poderia engravidar,e isso pra qualquer mulher já é um susto muito grande. Fiquei um período de seis meses sem menstruar, os pelos no meu corpo aumentaram, começou surgir espinhas, e engordei muito rápido num curto período.Imagina uma adolescente que praticamente do dia para a noite descobriu que talvez não pudesse ter filhos no futuro? Minha mãe me levou ao ginecologista, fiz exames e acabei descobrindo que tinha a SOP (Síndrome do Ovário Policístico). Claro que que fiquei triste,mais para quem quer ser mãe, com tratamento certo isso pode acontecer. Quis vir contar um pouco sobre a SOP porque é um assunto que muitas talvez ainda não conheça e possa estar passando pelo mesmo problema,só que ainda não sabe. Nem toda menstruação atrasada pode ser gravidez,e a SOP é uma delas.Essa síndrome é diferente do cisto,pois o ovário policístico tem uma quantidade de microcisto onde pode ser expulso por remédio.

O que é Síndrome Ovário Policístico.
Também é conhecida pela sua sigla SOP ou Síndrome de Stein Leventhal. É um conjunto de sintomas apresentados por uma formação de microcistos no ovário. A síndrome dos ovários policísticos acomete de 6 a 10% das mulheres a a partir da sua primeira menstruação e apesar de ter alguns sintomas padrão, estes podem variar de mulher para mulher.Apesar de poder aparecer a partir da adolescência quando a mulher tem sua primeira menstruação, o índice de incidência dos ovários policísticos são mais comuns em mulheres de 20 a 30 anos. Além do fator idade, o fator genético também contribui bastante. As mulheres que tem mães com esse mesmo distúrbio tem uma grande chance de também desenvolverem. (créditos: canalgravidez)



Causas:
Os cistos aparecem quando há um descontrole dos hormônios sexuais no corpo feminino. Ainda não se tem as causas certas do desenvolvimento desse problema e sempre são detectados novos distúrbios que contribuem para o desenvolvimento desses cistos.No mais comum, eles aparecerem quando as taxas de estrogênio e progesterona e outros hormônios chamados de estrógenos são desenvolvidos em excesso. Apesar de ser um hormônio masculino, os andrógenos estão presentes no corpo feminino, porém em quantidade menor. Eles são responsáveis por regular o desenvolvimento dos óvulos no período menstrual de cada mulher. Quando eles estão desregulados e são produzidos em excesso, e isso pode ser por infinitas causas,pode ser desenvolvido os policistos ou também doença polifolicular ovariana. (créditos: canalgravidez)

Tem tratamento:
O tratamento da Síndrome dos Ovários Policísticos pode variar e em alguns casos é controlado com anticoncepcional ou metformina. Em casos de cirurgia, a retirada desses ovários polifoliculados é feita por um procedimento simples de videolaparoscopia e são feitos apenas três furinhos na região do abdômen portanto a recuperação torna-se bem melhor.Os casos de cirurgia está há cada dia mais escassos pois os anticoncepcionais orais estão cada vez mais eficientes nesse tratamento. Quando diagnosticados cedo, somente a medicação consegue eliminar os cistos.  (créditos: canalgravidez)
Isso ocorre quando nós mulheres temos mais hormônio masculino em nosso organismo, onde da um disturbo, os mais visíveis são o e cesso de pelos, espinhas e obesidade. E quando a menstruação fica toda desregulada, que é um incomodo. Mais tem tratamentos para amenizar, umas podem até controlar os hormônios e menstruar regularmente sem o uso do anticoncepcional.Mais de dois milhões de mulheres são afetadas por essa síndrome por ano aqui no nosso país, um numero bem auto. É sempre importante ir ao ginecologista, pois através da SOP pode desencadear outras doenças, como diabete, e até câncer de endométrio, e claro doenças ligadas a obesidade.


Exercícios físicos e alimentação saudável é um ótimo aliado!
"De acordo com a Diretriz Brasileira sobre a SOP, dieta e exercícios físicos representam o tratamento de primeira linha, melhorando a resistência à insulina e retorno dos ciclos ovulatórios, mesmo na ausência de perda de peso. Com o tratamento medicamentoso adequado, cerca de 50% a 80% das pacientes apresentam ovulação e 40% a 50% engravidam. A fertilização in vitro (FIV) também é indicada nos casos em que a estimulação ovariana foi exagerada, com o objetivo de evitar o cancelamento do ciclo;A perda de peso resultante das mudanças no estilo de vida “favorecerá a queda dos androgênios circulantes, melhorando o perfil lipídico e diminuindo a resistência periférica à insulina; dessa forma, contribuirá para o decréscimo no risco de aterosclerose, diabetes e regularização da função ovulatória. A prescrição de contraceptivos hormonais orais de baixa dose, por sua vez, propiciarão o controle da irregularidade menstrual e redução do risco de câncer endometrial (Projeto Diretrizes AMB)" (Crédito: www.endocrino.org.br)

Eu já fiz tratamentos com anticoncepcional, mais uns dois anos atrás emagreci e minha menstruação começou vir certinha, pois com auxilio de exercícios físicos e uma alimentação saudável você consegue praticamente controlar a doença e reduzindo a chances de alguma doença. Mesmo sabendo disso me descontrolei e acabei pondo o pé na jaca e a menstruação voltou a desregular. Confesso que vacilei, pois não posso ficar sem o remédio, pois ele controla a menstruação,as espinhas e não me deixa inchar.

Depois de ler esse post, você já está ciente que você pode ter uma vida normal e tranquila, basta fazer o tratamento correto.Não vou dizer que você estará livre dela 100%, mas para aquelas que desejam ser mães, precisa mais do que nunca seguir o tratamento correto e as chances aumentará. Se precisar de algum conselho ou tirar uma duvida, pode me perguntar que estarei aqui para ajudar.

2 comentários:

  1. Amei sua iniciativa de falar sobre, é muito importante porque muitas vezes não temos noção do que é, que podemos ter e principalmente sobre o tratamento.. Arrasou!

    http://amebatom.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Thaís. Nossa acho super válido falar sobre, pois as vezes tem mulheres que estão passando por algum disturbo hormonal e não sabe que pode ser SOP.

      Beijos.

      Excluir

Obrigada pela sua visita e comentário ♥

Postagens Relacionadas.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...